domingo, 11 de outubro de 2009

"Para viver um grande amor"

"Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor...

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor...

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor...

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor..."

Alguns trechinhos do Texto extraído do livro "Para Viver Um Grande Amor", José Olympio.

2 Um momento seu...:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Paty,

Esse livro deve ser maravilhoso, adorei! Tudo o que exalta o amor é bem visto por aqueles que valorizam esse sentimento.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

ONG ALERTA disse...

Para viver um grande amor tem de saber usar seu coração de verdade, pois nem sempre precisamos estar perto mas precisamos é saber sentir perto, paz.