segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Uma confissão...

Há muito tempo eu tive que escolher entre dois caminhos. Escolhi o caminho do coração, abandonando completamente a vida que eu tinha. Estava cega. Não consegui enxergar um palmo a minha frente. Mudei do vinho pra água "literalmente", sem tirar e nem por. Acreditei na pessoa que eu dizia ser o meu "Príncipe" ou o "Grande amor de minha vida". Tive muitas alegrias e muitas mas muitas decepções. Essas decepções ainda me perseguem. Talvez seja culpada de tudo isso. Talvez pela minha imaturidade na época, talvez em acreditar demais. Ou simplesmente acreditar em uma ilusão criada pela minha própria cabeça. Esse é um grande erro que muitas pessoas cometem. Criam uma ilusão e passam acreditar nela fielmente. E quando essa ilusão torna-se uma desilusão, já é tarde. O coração fica profundamente ferido, com cicatrizes profundas, que não se apagam jamais. Com essas cicatrizes, me tornei incapaz de lutar por mim. Me tornei prisioneira de uma vida, que no fundo "eu não quero". Acabei empurrando a vida com a barriga, sem esbravejar, sem reação. Fraqueza minha???Talvez covarde? Pode ser... Por outro lado, estou inteira ou quase. Tenho esperanças, acreditando em um futuro melhor. Não sei se é pouco, ou tarde. Prefiro acreditar que nunca é tarde. Afinal, dizem que a "vida começa aos 40"??!!!!

8 Um momento seu...:

Maria Fe disse...

ei Paty!
que bom confessar e desabafar.
"nunca é tarde para recomeçar" é a frase clichê mais verdadeira e gostosa de se colocar em prática.
A vida vai e vem nas linhas mais tortas que se pode imaginar, mas no final somos capazes de traçar maravilhosos desenhos se não tivermos medo de rabiscar.
ótima semana!!
beijo

Flor disse...

Lindo texto...escreves mt bem amiga...
beijos mil

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Paty,

A vida começa todo dia, basta acreditar que tudo pode acontecer. Todo mundo sofre com o fim de um relacionamento e não podemos nos fechar por causa de dores que surgem.

Ei, adoro seu carinho!

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Élida Lima disse...

Oi minha linda!
Mas, você escreveu a minha história de vida!?Incrível Paty!!! É só seguir em frente, dar o famoso "primeiro passo", sem se dar conta, entende? como já disse Caio Fernando de Abreu:"...Não sei...Deixo rolar.Vou olhar os caminhos...O que tiver mais coração, eu sigo"
É mais ou menos por aí... Felicidade Sempre!!!

Beijo Imenso!!!

Élida Lima disse...

"E numa louca corrida entregarei meu ser ao ser do Tempo e minha voz à doce voz do vento" (Alento - Poesia)
(Caio Fernando De Abreu)

Parecem ser cada dia mais leves, os dias, quando nos aproximamos da poesia...É uma pergunta, um aviso, um desabafo...Mas, quase sempre, é o que desejamos ser ou ter...
(Élida Lima)

Beijos Paty!!!

rosangela disse...

Paty,
você não deixou de lutar por si mesma, faz isso a cada dia que se levanta.
Depois de cada tropeção, se mantem forte, inteira.
É uma guerreira sempre!!!
As desilusões marcam, mas as alegrias de sua escolha são para sempre, são suas conquistas e isso ninguém nunca tirará de você.
Seu filho e suas experiências, que te proporcionaram crescimento e te fizeram essa mulher maravilhosa que é hoje.
Só nunca deixe de sonhar, seja qual for o sonho, precisamos de um em nossas vidas sempre.
Mil beijos!!!

Maria das Graças disse...

Que lindo texto! Você escreve muito bem. Agora a vida começa a todo momento a nossa vontade é que determina o recomeço.

Gostei do seu blog.

Abraços.

Laysa Serrano disse...

É ser realmente corajosa(o) para reinventar o caminho e se desapegar do passado. Eu por vezes tento isso, mas acabo me entregando de olhos fechados.
Não pense ser a pior coisa do mundo, pense que você foi sincera e amiga com seus sentimentos e virtudes.
Adoro seu blog e me encontrei dentro do que escreveu.beijO